Competições

» O JOGO

Os gunners tiveram um maior volume de jogo no início da partida, chegando a perto de te aberto o placar, aos 6 minutos, com Monreal, que recebeu passe pelo alto de Özil e chutou de primeira, porém chutou em cima do goleiro De Gea. Com um time repleto de desfalques, jogadores da base e improvisações, o United demorou para se impor na partida.

A primeira chance criada pelos red devils surgiu com Memphis Depay, o holandês cobrou um falta, na lateral, tentando o passe para algum companheiro, mas a bola acabou sendo defendida pelo goleiro Cech, aos 13 minutos. Depois o que se viu foi uma partida mais equilibrada, com os times tocando mais bola a espera de um erro ou brecha do adversário para que o ataque fosse armado.

E foi em “uma brecha” que os diabos vermelhos abriram o placar, Herrera deu passe para Varela, livre na direita, cruzar de primeira. O brasileiro Gabriel Paulista tentou afastar, mas acabou dando passe para Rashford chutar e marcar seu primeiro gol na Premier League, aos 28 minutos.

Três minutos depois veio o segundo gol do United, novamente com Rashford, após triangulação entre Mata, Varela e Lingard, este último cruzando para o jovem atacante cabecear para o chão fazendo a bola quicar e parar no fundo da rede. O Arsenal diminuiu com Welbeck, Özil cobrou falta e o ex-red devil marcou de cabeça, aos 39 minutos.

» SEGUNDO TEMPO

Quando as equipes voltaram do intervalo, o United passou a pressionar mais o Arsenal no início da segunda etapa, com ataques pelas laterais, principalmente pelo lado esquerdo, com Memphis e o jovem Fosu-Mensah, que entrou no lugar do Rojo. O argentino saiu sentindo dores no pé esquerdo.

Foi com Memphis que surgiu a primeira oportunidade do segundo tempo, aos 60 minutos, o holandês avançou pela esquerda e chutou em diagonal, porém Petr Cech fez a defesa sem dificuldades. Aos 64 minutos, o United marcou seu terceiro gol, Mata iniciou a jogada no meio de campo, lançou para Rashford que avançou e recuou a bola para Herrera, o espanhol chutou de primeira, a bola desviou em Koscielny antes de entrar.

Apesar do melhor momento na partida, o United recuou e permitiu que os adversários diminuíssem o placar. Welbeck recebeu na pequena área e chutou em cima do De Gea, a bola sobrou para o Özil, chutar de primeira e deixar o goleiro espanhol sem chances de defender, aos 68 minutos.

O comandados do van Gaal administraram a partida no minutos finais, com posse de bola, troca de passes, marcação adiantada e algumas jogadas ofensivas, porém nada que alterasse o placar da partida.

» MELHORES MOMENTOS

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Varela, Carrick, Blind, Rojo (Fosu-Mensah 55′), Schneiderlin, Herrera (Weir 90+5′), Lingard, Mata, Memphis e Rashford (Januzaj 80′)

Arsenal: Cech, Bellerin, Gabriel, Koscielny, Monreal, Ramsey, Coquelin (Elneny 70′), Walcott (Giroud 63′), Ozil, Sanchez e Welbeck (Iwobi 83′)

Gols

Manchester United: Rashford (28′ e 32′) e Herrera (65′)
Arsenal: Welbeck (39′) e Özil (68′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Varela(9′), Carrick (22′), Herrera (72′) e Januzaj (92′)
Arsenal: Ramsey(71′), Elneny (73′) e Ozil (92′)

Comentários