» O JOGO

Com algumas mudanças em relações as partidas anteriores e com a volta do Lukaku ao comando do ataque, o United começou a dominar a partidas já nos minutos iniciais contra o Crystal Palace, porém não conseguindo transformar o domínio em finalizações, o que já acontece desde o início da temporada. Apesar da dificuldade de ter e manter a posse de bola, os visitantes foram responsáveis pelo primeira finalização perigosa, aos 19 minutos após erro na saída de bola, Zaha recebeu passe e finalizou de fora da área, levando perigo ao De Gea.

A proposta de jogo do Crystal Palace, aparentemente era de jogar no erro do United e partir em contra-ataque com velocidade, com essa proposta quase abriram o placar aos 24 minutos, após Zaha recuperar a bola no meio de campo, Meyer avançou com velocidade, devolveu a bola para o Zaha que deu passe para o van Aanholt, que se atrapalhou na hora da finalização e perdeu uma boa oportunidade de abrir o placar.

O United respondeu aos 28 minutos, Mata cobrou falta lateral e Smalling cabeceou com perigo, mas para fora do gol. No minuto seguinte, mais uma oportunidade red devil, Young cruzou rasteiro e Lingard finalizou de primeira, o goleiro fez a defesa e a bola voltou para o Lingard, que deu passe alto para o Martial, o francês cabeceou, mas o Hennessey conseguiu defender sem dificuldades. O que se viu até o final da primeira etapa, foram duas equipes sem criação e tentando jogar no erro do adversário.

» SEGUNDO TEMPO

Na volta para segunda etapa, o United teve a oportunidade de abrir o placar aos 46 minutos, Young cruzou a bola desviou na zaga e por muito pouco o Lukaku não conseguiu a desviar para o gol. A pressão do comandados do Mourinho foi aumentando, inclusive chegando a marcar um gol com o Lukaku, mas que foi perfeitamente anulado, devido a posição irregular do belga. Com liberdade pelo lado esquerdo de ataque, o United buscava os cruzamentos, mas a boa marcação dos visitantes anulavam as jogadas.

O Crystal Palace voltou a oferecer perigo ao United aos 62 minutos, quando Kouyaté chutou de fora da área, De Gea fez a defesa e a bola sobrou com o van Aanholt que teve a finalização defendida pelo goleiro espanhol. A partida não era boa, o que existia eram lampejos ofensivos, os visitantes tiveram a oportunidade mais clara de gol, aos 73 minutos, mas Townsend após fazer uma grande jogada e ficar cara a cara o De Gea, porém finalizou para fora.

A resposta do United veio aos 77 minutos, quando Alexis Sánchez deu passe para o Martial, o francês limpou o marcador e chutou com perigo. O United insistia nos cruzamentos, mas só teve uma boa oportunidade, aos 83 minutos quando Darmian Cruzou da direita e Lukaku cabeceou com perigo, mas o Hennessey fez grande defesa. A derradeira chance foi aos 88 minutos, quando Rashford recebeu lançamento, ganhou a disputa com o marcador e chutou a direita do Hennessey.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Darmian, Smalling, Lindelöf, Young; Matic, Lingard (Fellaini 60′) e Pogba (Alexis Sánchez 68′); Martial, Mata (Rashford 60′) e Lukaku

Crystal Palace: Hennessy, Wan-Bissaka, Tomkins, Sakho, van Aanholt; Milivojevic, Kouyaté, Meyer e McArthur; Zaha e Townsend

Cartões Amarelos

Manchester United: Young (71′)
Crystal Palace: Milivojevic (9′) e Sakho (27′)

Comentários