Em homenagem ao 60º aniversário do desastre de Munique iniciaremos uma série semanal mostrando e apresentando cada um dos Busby Babes. Começaremos com os que perderam suas vidas. Hoje iniciaremos com o atacante David Pegg. Espero que vocês gostem.

David Pegg jogava no ataque pela esquerda, o chamado outside left, e ganhou espaço no Manchester United quando Roger Byrne bateu o pé para voltar para a lateral esquerda. Ele nasceu em Highfields perto de Doncaster, na West Riding of Yorkshire, no dia 20 de setembro de 1935. Um dos três filhos nascidos do mineiro William Pegg e sua esposa Jessie. Seu pai também jogou futebol amador com um alto padrão durante a década de 1930, ganhando uma série de troféus com equipes de futebol locais.

 

David Pegg em ação.

Ele assinou com o United e deixou a escola em 1950, fez sua primeira partida na Primeira Divisão da Liga de Futebol (Football League First Division) contra o Middlesbrough em 6 de dezembro de 1952, aos 17 anos.

Pegg era a primeira escolha do clube para a esquerda até os últimos meses antes do desastre (quando perdeu o lugar por Albert Scanlon), ainda era jovem e tinha um brilhante futuro pela frente. Esperava-se que fosse o sucessor do grande Tom Finney na seleção inglesa. Colecionou duas medalhas de campeão da League Championship nas duas temporadas que antecederam o desastre aéreo de Munique. Ele também ajudou o time a alcançar as semifinais da Copa da Europa duas vezes. Diz a lenda, que devido a sua performance contra o Real Madrid nas semifinais de 1956-57 inspirou os gigantes espanhóis a contratar um novo lateral-esquerdo especificamente para marcar Pegg no futuro, embora sua morte menos de um ano depois significasse que ele nunca jogaria contra os merengues novamente.

Esperava-se que fosse o sucessor do grande Tom Finney na seleção inglesa.

Dias após se apresentar contra o Leeds na FA Youth Cup, Pegg foi convocado para a equipe principal, onde ele deixou uma ótima impressão. Ele marcou 4 vezes em 19 jogos no campeonato em sua primeira temporada antes de voltar para os Reserves para um período de desenvolvimento de cerca de dois anos (ele fez quinze jogos pela primeira equipe entre o verão de 1953 e o verão de 1955).

Ele foi chamado uma vez pela seleção inglesa em 1957. Tinha 22 anos quando morreu, ele foi uma das pessoas mais jovens a morrer dos 23 que perderam a vida em Munique.

Ele nasceu na vilania de Highfields, ao norte de Doncaster e foi enterrado no cemitério de Redhouse. Um memorial foi dedicado em sua memória na St. George’s Church em Highfields e, quando essa igreja foi fechada, foi mudado para a All Saints’ Church em Woodlands, que agora serve as duas vilanias.

Era um ponta-esquerda de respeito, especialista em cruzamentos e também capaz de fazer gols – 28 em 148 partidas.

A irmã de Pegg, Irene Beevers, contribuiu para um documentário da ITV de 1998, The Busby Babes: End of a Dream, que comemorou o 40º aniversário da tragédia. Ela, o irmão de Pegg e a outra irmã de Pegg, Doreen Robinson (que agora vive na Austrália) visitaram o local do acidente aéreo de Munique em setembro de 2005, no 70º aniversário, para homenagear seu irmão.

Segundo o historiador Roy Cavanagh, “era a perfeita combinação de Beckham e Giggs porque cruzava bem e fazia gols”

Seu pai faleceu em maio de 1980 e sua mãe em agosto de 2006, ambos estão enterrados ao lado de Pegg. Mais de 50 anos após sua morte, Pegg foi retratado pelo ator Brogan West em um filme da BBC, United, que esta centrado no desastre aéreo de Munique.

Pegg podia ter sido titular e outras vezes reserva, mas ninguém duvida que ele brilhava entre os 22 em Old Trafford. Tommy Taylor e Dennis Viollet adoraram jogar ao lado de Pegg por causa de sua entrega – a combinação certamente ajudaria o United a dominar nos próximos anos, se não fosse por Munique.

Comentários