Especial
O Manchester United irá enfrentar o Barcelona, naquele que é o confronto mais aguardado das quartas de final da Champions League. De um lado, um United que se recupera dentro de uma temporada, onde sofreu sob o comando de José Mourinho e que parece estar nos trilhos para voltar a ser, em campo, uma equipe temida e jogar da maneira que dominou a Inglaterra e sempre fazia boas campanhas na maior competição de clube do mundo. Do outro lado, um Barcelona que lidera com folga o Campeonato Espanhol, mas que tenta passar das quartas de final, o que não consegue desde a temporada 2014/2015, quando foi campeão. O time catalão comandado por Ernesto Valverde, está invicto na atual Champions League e em campo conta com um Lionel Messi decisivo.

CAMINHOS PERCORRIDOS

O Manchester United iniciou sua trajetória no grupo H, junto com Juventus, Valencia e Young Boys. Os diabos vermelhos ficaram com a segunda colocação do grupo, atrás da Juventus. Na época, o treinador era José Mourinho, que conseguiu 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. A classificação para as oitavas de final foi importante para o treinador se manter por mais um tempo no cargo, contudo os resultados e o modo de jogo da equipe não agradavam, o que não criava esperanças no torcedor mancuniano.

O sorteio para das oitavas colocou o PSG no caminho do United, fato que fez com que muitos apostassem em uma classificação parisiense, que além do bom futebol e jogadores como Neymar, Cavani e Mbappé, vivia um momento muito melhor que o United. Mas como em um passe de mágica, tudo melhorou após a chegada do Solskjaer, o time conquistou 11 vitórias em 12 jogos e contou com as ausências de Neymar e Cavani.

Na primeira partida no Old Trafford, a zaga do United vacilou em uma cobrança de escanteio e sofreu um gol, o time partiu para cima e acabou sofrendo o segundo gol. A história mostrava que nenhum time conseguiu se classificar após perder o primeiro jogo em casa por 2 gols de diferença, mas o DNA red devil é de quebrar tabus e escrever histórias de vitórias improváveis. Em Paris, o United marcou aos 2 minutos, sofreu o empate, marcou o segundo gol graças a uma falha do Buffon e garantiu a classificação em um pênalti marcado com a ajuda do VAR.

O Barcelona dividiu o grupo B com PSV, Tottenham e Inter de Milão, naquele que foi considerado o grupo mais difícil, mas que o Barcelona não sentiu tantas dificuldades, afinal de contas de classificou em primeiro, com 6 ponto de diferença para o segundo lugar. A equipe catalã venceu 4 partidas e empatou outras 2, terminando a primeira fase com a terceira melhor campanha (não foi a segunda por causa de 1 gol de saldo).

O sorteio das oitavas colocou o Lyon no caminho da equipe comandada por Ernesto Valverde. O equipe francesa havia vencido apenas um jogo na fase de grupo, entretanto não foi uma vitória qualquer, o Lyon derrotou o Manchester City dento do Etihad Stadium. O elenco do time francês tem como principal jogador, Memphis Depay, o mesmo que vestiu a camisa 7 do United.

A primeira partida foi equilibrada, com boas oportunidades por parte de ambas equipes, mas que não conseguiram marcar. Um resultado que deixou um pouco de preocupação na torcida espanhola, afinal de contas o Lyon já havia aprontado jogando contra uma equipe com estilo de jogo parecido. O Barcelona abriu dois gols de vantagens, mas viu o Lyon marcar, pressionar e assustar. Eis que surgiu Lionel Messi e ampliou, o Lyon sentiu o gol e se perdeu em campo, sofrendo mais dois gols e acabou goleado e eliminado no Camp Nou. 

ÚLTIMOS CONFRONTOS

CHAMPIONS LEAGUE
2008/2009 – SEMIFINAL

  0 X 0   

Barcelona – Manchester United

CHAMPIONS LEAGUE
2008/2009 – SEMIFINAL

  1 X 0   

Manchester United – Barcelona

CHAMPIONS LEAGUE
2008/2009 – FINAL

  2 X 0  

Barcelona – Manchester United

CHAMPIONS LEAGUE
2010/2011 – FINAL

  3 X 1  

Barcelona – Manchester United

ONDE ASSISTIR

A partida acontecerá às 16h:00 do dia 10/04/2019 e terá transmissão do Esporte Interativo.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

Manchester United: De Gea, Young, Smalling, Lindelöf, Shaw; Herrera, Matić, Pogba; Lukaku, Rashford e  Martial

Barcelona: ter Stegen, Roberto, Lenglet, Alba; Busquets, Arthur, Rakitic; Coutinho, Messi e Suárez

Comentários