Dia 5 de Fevereiro de 1958, os Red Devils realizaram um jogo contra o Estrela Vermelha de Belgrado, na Iugoslávia, válido pelo jogo de volta das quartas de final da Copa Européia. A partida terminou empatada em 3-3, mas o United já havia vencido a primeira partida por 2-1.

A equipe teve que freta um avião para poder voltar a Inglaterra, o United iria viajar em um Airspeed Ambassador de propriedade da British European Airways, e deixaram Belgrado no dia 06 de fevereiro, porém pousaram em Munique para reabastecer. Com problemas na aeronave, a decolagem teve de ser abortado duas vezes por causa do aumento de afluência. O problema foi causado pela mistura para enriquecimento do combustível, o que excesso de giros dos motores o problema foi agravado pela altitude do aeroporto de Munique.

Os pilotos foram conseguiram controlar a terceira tentativa de decolagem, mas como eles chegaram à V1 “velocidade de decisão” (depois do qual não é seguro tentar abortar a decolagem), a velocidade de repente caiu. A aeronave saiu da pista, atravessou uma cerca e em uma casa. A asa esquerda e a cauda foram arrancadas, enquanto a parte direita da fuselagem atingiu o tanque de combustível e explodiu. Oficialmente, a causa do acidente indicao acúmulo de lama na pista, que fez com que a aeronave perdesse velocidade, impedindo-o a decolagem.

Os seguintes jogadores: Mark Jones, David Peg, Roger Byrne, Geoff Bent, Eddie Colman, Liam Whelan e Tommy Taylor morreram, além de secretário do clube Walter Crickmer e dois auxiliares-técnico Tom Curry e Bert Whalley. Outros jogadores: Duncan Edwards, Matt Busby e Johnny Berry ficaram gravemente feridos. Edwards faleceu 15 dias depois. Berry e Jackie Blanchflower sobreviveram, mas nunca jogaram novamente. Outros quatro passageiros e dois da tripulação também morreram, assim como os oito jornalistas que viajaram com a equipe, incluindo o ex-goleiro, inglês, Frank Swift.

O Desastre de Munique tem semelhanças com o desastre aéreo de Superga, em 1949, que matou toda a equipe do Torino. Em um desastre aéreo em 1987 em Lima, Peru, no qual morreram 43 passageiros, incluindo todo o elenco do Alianza Lima, além de membros do cheerleards, do Alianza, e da comissão técnica. Em um acidente em 1993, acabou matando todos jogadores da Seleção Nacional da Zâmbia.

» CONFIRA UM DOCUMENTÁRIO SOBRE O DESASTRE DE MUNIQUE

Obs: O vídeo postado acima, não foi gravado e/ou upado pelo mufcbr.com, apenas o incorporamos nesta página para que os torcedores ou simpatizantes do time possam conhecer um pouco mais sobre a história. Confira a publicação no site do Daily Motion, clicando aqui.

Conheça mais sobre a história do Manchester United:

<< Busby Babes | Reconstrução >>