A temporada, 2005-2006, ficaria marcada não por títulos e sim por outros fatores: a compra do clube pelo norte-americano Malcolm Glazer, o que gerou protestos de partes dos torcedores; alguns, mais exaltados, criaram um novo clube, o United of Manchester, após considerarem usar “Manchester Central”; os reforços do goleiro neerlandês Edwin van der Sar (que veio do Fulham para transmitir de volta segurança no gol do United, ausente desde a saída de Schmeichel e não-solucionada com os titulares seguintes, o australiano Mark Bosnich, o francês Barthez e norte-americano Howard), do defensor francês Patrice Evra e dos primeiros asiático e sérvio do clube, respectivamente o sul-coreano Park Ji-Sung e Nemanja Vidić, este vindo em janeiro; além da saída do ídolo Roy Keane para o Celtic (depois de criticar seus companheiros tão severamente, em uma entrevista a MUTV, porém o presidente-executivo David Gill não deixou a matéria ser exibida).

A temporada 2006-2007, marcou os vinte anos de Ferguson  no United,  marcou também o sucesso do time na Champions League. A equipe começou desacreditada, boa parte em função da principal contratação,  o contestado Michael Carrick que custou £18,6 milhões (vindo para substituir Keane), enquanto que, por 15 milhões de euros, o ídolo Van Nistelrooy, saiu após discussões com Ferguson para o Real Madrid. Para suprir sua ausência, o sueco Henrik Larsson, foi para Manchester por um período de três meses. Na Liga dos Campeões, o clube realizou uma das maiores goleadas da história da competição, ao vencer a Roma por 7 x 1 em Old Trafford, mas acabaria eliminado pelo eventual campeão, o Milan.

A Premier League, que na temporada anterior havia ficado pelo segundo ano seguido com o Chelsea, voltou a ser conquistada, e de forma saborosa: o título foi decidido em vitória por 1 x 0 contra o Manchester City, no estádio do rival, com Van der Sar defendendo a dez minutos do fim o pênalti cuja conversão impediria a comemoração antecipada, tudo isso na rodada anterior ao do que poderia ser o confronto do ano, o jogo contra os londrinos. O clube de Stamford Bridge, entretanto, conseguiu conquistar a FA Cup após vencer o United na final. Assim como viram o City no final dos anos 90, os torcedores do United também puderam ver os rivais do Leeds serem rebaixados à terceira divisão naquela temporada.

Em 22 de abril de 2007, Cristiano Ronaldo conquistou o prêmio de melhor jogador da temporada além de se juntar a Edwin van der Sar, Rio Ferdinand, Gary Neville, Nemanja Vidić, Patrice Evra, Paul Scholes e Ryan Giggs na seleção do campeonato Inglês; oito jogadores da mesma equipe é um recorde.

A temporada 2007-2008, viu a chegada de quatro reforços que logo se dariam bem no time: o canadense da Seleção Inglesa Owen Hargreaves, o brasileiro Anderson, o argentino Carlos Tévez e o luso-caboverdiano Nani que, como Cristiano Ronaldo, veio desconhecido do Sporting Lisboa. No início da temporada o clube foi eliminado da FA Cup, pelo Portsmouth, um jogo em que Rio Ferdinand atuou como goleiro, após  lesão de Van der Sar e a expulsão de Kuszczak. Em disputa cada vez mais intensa contra o Chelsea, o United conseguiu superar o novo rival duas vezes: na Premier League, novamente levada para Old Trafford após um mau início, e na primeira decisão entre clubes ingleses na Liga dos Campeões.

A final marcava a quebra do recorde de partidas pelo United, com Ryan Giggs superando Sir Bobby Charlton. Giggs já havia igualado-o em grande estilo, marcando um dos gols da vitória por 2 x 0 sobre o Wigan Athletic fora de casa que garantiu o título inglês, na última rodada. Com isso, o clube passou a ficar a apenas um novo título para igualar-se ao rival Liverpool.

Em sua melhor fase, que lhe renderia a Bola de Ouro ao final do ano e depois o Prêmio de Melhor Jogador do Mundo pela FIFA, o português Cristiano Ronaldo (que tornaria-se o quarto vencedor do prêmio da France Football e o primeiro da FIFA pelo clube, sendo também o primeiro chuteira de ouro europeu pelo United, com sua artilharia de 31 gols no campeonato – no total na temporada, foram 44 gols em 49 jogos) abriu o placar da final, posteriormente empatado pelo capitão adversário,Frank Lampard. Na decisão por pênaltis, de heroi Ronaldo passou a vilão, após fazer cobrança ridícula de fácil defesa para Petr Čech. O United esteve a um pênalti da derrota, salvando-se com o erro do zagueiro John Terry. Em sua noite recordista, Giggs deixaria posteriormente o United em vantagem, já nas cobranças alternadas. O chute do cobrador adversário seguinte, o francês Nicolas Anelka, esbarrou na defesa do novo heroi, Van der Sar, dando aos Red Devils seu terceiro título no torneio. Para a torcida, o sabor foi ainda melhor pelo fato do jogador adversário ter defendido os outros rivais do Arsenal, Liverpool e Manchester City anteriormente.

Em dezembro, conquistou seu segundo título mundial, o primeiro no Mundial de Clubes da FIFA, com a vitória por 1 a 0 em cima dos equatorianos da LDU Quito, com um gol de Wayne Rooney aos 28 minutos do 2º tempo. A partida, realizada já durante a temporada 2008-09, foi a primeira etapa de grande ambição que os Red Devils tinham para ela, o de, dez anos após a treble, superar a própria marca e conquistar cinco troféus simultâneos. Além da Premier league, FA Cup e Liga dos Campeões, o outro seria a Carling Cup, vencida em fevereiro sobre o Tottenham Hotspur, de onde saíra o reforço mais badalado do United para a temporada, Dimitar Berbatov (primeiro jogador búlgaro do time). O sonho de uma eventual quintuple, entretanto, acabou em maio, quando o United perdeu nos pênaltis para o Everton nas semifinais da FA Cup.

Se a ambição máxima para a temporada já havia terminado, ainda assim o clube teve uma grande satisfação: na penúltima rodada do campeonato inglês, garantiu com folga seu 18º título, igualando-se ao rival Liverpool entre os maiores vencedores, em uma temporada com destaque para as revelações Federico Macheda (italiano que marcou em duas partidas seguidas o gol da vitória, ajudando o time a superar má fase momentânea), Jonny Evans e os Da Silva Twins, os brasileiros Fábio e Rafael. A conquista foi selada com um empate sem gols contra o Arsenal, a quem o United encontrara dias antes nas semifinais da Liga dos Campeões. Sem a mesma animosidade de antes, os antigos rivais encontram-se pela primeira vez no torneio e os mancunianos superaram facilmente os londrinos, classificando-se para sua segunda final seguida do torneio com vitória por 3 x 1 em pleno Emirates Stadium.

A final seria contra o Barcelona, constituindo um grande tirateima entre os dois melhores jogadores do mundo: Cristiano Ronaldo e o astro do oponente, Lionel Messi. Em noite apática do United, o time espanhol e seu craque argentino deram-se melhor: ele fez um dos gols da vitória por 2 x 0 da equipe catalã, fazendo os Red Devils perderem a invencibilidade de vinte e cinco jogos que tinham na competição e a invencibilidade em qualquer final de torneios internacionais em toda sua história. A partida acabou sendo o último jogo de Ronaldo no clube: duas semanas depois, o ídolo acertou sua transferência para o Real Madrid, por £80.000.000, que já tentado o contratar antes

Na temporada 2009-2010, Tévez, Insatisfeito com a reserva do clube, também deixou o clube, indo para o rival Manchester City. Dentre as contratações, foram contratados Gabriel Obertan do Bordeaux, Antonio Valencia do Wigan e jogador da Seleção Equatoriana e a grande surpresa Michael Owen, vindo do Newcastle e ex-ídolo do rival Liverpool. Owen teria seu grande momento ao desempatar um dérbi contra o City de Tévez aos 52 minutos do segundo tempo, deixando a partida em 4 x 3. Os duelos contra o City se incendeiam no decorrer da temporada, fazendo Ferguson tomar a incomum decisão de escalar titulares na Carling Cup, quando o time enfrenta o rival local. O City vence a partida de ida com dois gols de Tévez, que provoca o ex-time. Na partida de volta, o United abre 2 x 0 e vê um determinado Tévez diminuir. Rooney, novamente protagonista-mor do United, marca nos acréscimos e sela a classificação vermelha. Na outra Copa, a FA Cup, ressurge momentaneamente a rivalidade com o Leeds, que faz Ferguson experimentar pela primeira vez uma eliminação no torneio na terceira fase para um clube de divisão inferior.

Na Liga dos Campeões, o United foi eliminado, nas quartas de final pelo Bayern de Munique,  além de serem vice-campeões na Premier League, terminando um ponto atrás do Chelsea.

Depois de terminar com o vice-campeonato na temporada 2009-10. O United trouxe para a temporada 2010-2011, o jovem atacante mexicano, Javier Hernandez mais conhecido com Chicharito, vindo do Chivas Guadalajara por £ 6 milhões de Libras; O ex-morador de rua, o atacante Português Bebé, vindo do Vitória de Guimarães por 8.8 milhões de euros e jovem zagueiro inglês Chris Smalling, vindo do Fulham, por 8 milhões de euros. Conquistando o título da Community Shield, com uma vitória por 3 X 1 sobre o Chelsea, com um gol de Chicharito, além de conquistar o seu 19ª título Inglês, em 2010-11, garantindo o campeonato com um empate fora 1-1 frente ao Blackburn Rovers em 14 de maio de 2011.

Na Champions League o United iria enfrentar o Barcelona novamente na Final, mas foram derrotados novamente por 3-1. Ao final da temporada o Manchester United perdeu três jogadores importantes, como: Van der Sar, Paul Scholes e Gary Neville, todos se aposentaram.

A temporada 2011-2012, teve início com um United arrasador, chegando a vencer as cinco primeiras partidas da Premier League, com direito a goleada por 8×2 em cima do Arsenal.  Tudo ia bem até o clássico com o Manchester City, onde a equipe foi goleada por 6 a 1, em pleno Old Trafford. Com a acensão do City, o United pouco brilhava, até que uma polêmica relacionada ao jogador Tevez desestruturou os Citizens, mudando totalmente a campanha dos dois times e deixando o United na liderança com uma vantagem de 8 pontos sobre o segundo colocado, Manchester City.

Nos últimos dez jogos, os Citizens voltaram a brilhar de enquanto que o United começou a cair, fazendo com que a diferença de pontos ficasse em apenas 3 pontos. Em um jogo decisivo, válido pela 36ª rodada da Premier League, o City venceu e retomou a liderança do campeonato, graças a vantagem de terem marcados mais gols que o United. Mesmo vencendo os dois últimos jogos contra Swansea e Sunderland, respectivamen, o Manchester United terminou o campeonato em segundo lugar, perdendo o título para seu rival Manchester City, que ficou com o título, após vencer o Queens Park Rangers com dois gols nos acréscimos. Ao fim da temporada 2011/2012, o Manchester United só pode comemorar o título da Community Shield, quando venceu o Manchester City por 3X2.

A temporada 2012-13 começou com o United disposto a conquistar seu 20º título inglês. Para conseguir tal objetivo, o clube anunciou a contratação do atacante Holandês Robin van Persie, que deixava o Arsenal Arsenal por 23 milhões de libras, além do holandês, o United anunciou a contratação do meia Japonês Shinji Kagawa, que foi contratado junto ao Borussia Dortmund por 15 milhões de euros. Liderado pelo holandês, o United foi arrasador, vencendo 28, dos 38 jogos, os red devils empataram 5 partidas e perdeu outras 5, durante as 38 partidas da Premier League, onde conquistou seu vigésimo título inglês com 4 rodadas de antecedência, num jogo contra o Aston Villa que o United ganhou por 3 a 0, com um magnífico hat-trick de van Persie.

Robin foi o artilheiro da equipe com 26 gols, sendo também o artilheiro isolado da competição. Infelizmente o clube não conseguiu atingir o mesmo sucesso na Liga dos Campeões, sendo eliminado pelo Real Madrid em pleno Old Trafford por 2 a 1, num jogo cheio de polêmica, onde o árbitro Turco Cüneyt Çakir expulsou erroneamente Nani, que estava apresentando um belo futebol durante a partida.

Nesse jogo, o Man United dominava o Real completamente, mas após a expulsão, acabou por ceder a vitória ao adversário, que virou o placar com gols de Modric e Cristiano Ronaldo, que ainda é idolatrado pela torcida Red Devil. Como se não bastasse ter contratado o principal jogador do rival Arsenal, o Manchester United ainda teve a honra de ser aplaudido pela equipe londrina no tradicional “Guard of Honor”, onde a equipe adversária salva com aplausos a equipe campeã do Campeonato Inglês.

Conheça mais sobre a história do Manchester United:

<< Pós Treble | Aposentadoria de Sir Alex Ferguson >>