Ian Holloway, técnico do Palace

Ian Holloway, técnico do Palace

Em entrevista ao Sunday Mirror, o técnico do Crystal Palace, Ian Holloway, afirmou que agentes do futebol poderiam ter estragado o movimento de Wilfried Zaha ao Manchester United e que temia que isso acontecesse.

“O acordo fechado entre Palace e United por Wilfried Zaha é aquele em que todas as três partes ganham.

“Nós recebemos uma proposta por um jogador que foi formado em Selhurst Park para ganhar uma convocação para a Inglaterra, e também ficaremos com ele para o resto da temporada para impulsionar nosso sonho da promoção.

“United comprou um jogador que é tão bom quanto qualquer outro com que trabalhei em toda minha carreira como jogador ou técnico.

“E sem dúvida Wilfried irá se juntar ao maior clube de futebol do mundo e vai trabalhar sob um gerente que é um gênio nas melhorias futebolísticas.

“Mas foi um processo demorado. Em um momento pensei que o negócio não seria feito – graças à entrada de um número de agentes que tentaram virar a cabeça do jogador com promessas ridículas.

“Um agente, em particular, agiu de forma absolutamente vergonhosa, e embora eu não vá nomeá-lo publicamente, eu vou dizer a ele exatamente o que eu penso dele na próxima vez que nossos caminhos se encontrarem.

“Não há agente no mundo que possa garantir ao jogador uma transferência para o Manchester United.

“Somente o jogador pode conquistar a transferência – jogando tão bem que um técnico como Sir Alex Ferguson sinta-se obrigado a contratá-lo.

“Então, por que um agente deve ganhar uma grande quantidade de dinheiro quando ele não tem nada a ver com o desenvolvimento do jogador ou qualquer clube de futebol? A resposta, em suma, é que eles não deveriam.

“Chegou em um estágio em que eu estava preocupado que Sir Alex iria desistir de Wilfried, tal era a desonestidade de certas pessoas que não tinham nada a ver com o Palace ou o United.

“Então eu decidi chamar o grande homem e lhe garantir que Wilfried tem todos os atributos físicos e mentais para ser um grande sucesso em Old Trafford.

“Se minhas palavras ajudaram para Sir Alex, não sei.

“Mas no início desta temporada, jurei fazer sempre o que pudesse para ajudar um dos meus jogadores a melhorar de vida. Mesmo que isos significasse perdê-lo”, disse Ian Holloway, com um tom de descontentamento em relação aos agentes que cada vez mais, vem entrando e atrapalhando no mercado de jogadores.

Por Sayro Ribeiro
www.mufcbr.com

Comentários