Ryan Giggs deixa o Manchester United

Ryan Giggs anunciou no site do Manchester United que irá deixar o clube, onde trabalhou nos últimos 29 anos, onde chegou após ser convencido por Sir Alex Ferguson a deixar o Manchester City, onde atuava nas categorias de base. O galês irá se dedicar a carreira de técnico de futebol, para que possa adquirir experiência e assim poder retornar ao clube onde conquistou 35 títulos, atuou em 963 partidas e marcou 168 gols.

Com a aposentadoria de Ferguson em 2013, Giggs assumiu a função de auxiliar técnico de David Moyes, escolhido como substituto do escocês, além de seguir com a função de jogador. Contudo o desempenho do substituto do Ferguson foi péssimo, tirando o clube da Champions League após 18 anos. Moyes foi demitido e Giggs assumiu o cargo de treinador interino. Ao término da temporada, o camisa 11 anunciou sua aposentadoria dos gramados, porém seguiu como auxiliar técnico do Louis van Gaal, que assumiu o comando técnico do clube.

O desempenho do holandês não foi dos melhores, ao término da temporada passada, Giggs teve o nome cogitado para assumir o cargo de treinador, porém a direção red devil preferiu contratar o português José Mourinho. A falta de experiência acabou atrapalhando o galês de 42 anos.

» FERGUSON SOBRE GIGGS

“As pessoas podem julgar os futebolistas em muitos aspectos, mas jogar pelo Manchester United significa que há uma competitividade e intensidade em todos os jogos, no nosso clube você não joga amistosos ou jogos fáceis. Cada partida é como uma final para a equipe que está jogando contra. Então, quando você considera que Ryan teve que correr para cima e para baixo pelo lado esquerda por mais de 20 anos em partidas intensas, ele é verdadeiramente único. O que ele conseguiu fazer foi completamente inédito.

Ele se tornou uma figura extremamente importante dentro do vestiário. Todos os jogadores mais jovens o procuravam, porque era respeitado e teve grande influência sobre seus companheiros de equipe. Eu sei que quando eu costumava ficar com Ryan, Scholes, Gary (Neville) e Rio Ferdinand no escritório, conversando com eles sobre como controlar o vestiário e certificando-se de que tudo ali estava certo, Ryan era o único entre eles que tinha a figura mais importante, não há dúvida sobre isso. Seu lugar na história do Manchester United e do futebol já está assegurada. Duvido que existirá alguém como ele.”

Vídeo: manutd.com

» ANUNCIO DE DESPEDIDA DE RYAN GIGGS

“Depois de 29 temporadas no Manchester United como jogador e assistente técnico, sei que vencer é o DNA deste clube – dando chances aos jovens e jogando um futebol ofensivo e animador. É saudável ter grandes expectativas, é certo esperar vencer. O Manchester United espera e merece, nada menos.

E é por isso que é uma grande decisão me afastar do clube que esteve em minha vida desde que eu tinha 14 anos. Não foi uma decisão que tomei com facilidade. Irei levar tantas memórias especiais e experiências de vidas que irão, espero, me servir bem no futuro.

Porém, o tempo corre, e, embora eu não tenha planos imediatos para me tornar treinador, é onde eu quero estar.

Eu fui extremamente sortudo por ter dois grandes mentores como treinador. Primeiramente, Sir Alex, com quem passei a maior parte da minha vida de trabalho e aprendendo com quem eu acredito que seguirá como o melhor treinador da história de futebol. E mais recentemente, Louis van Gaal, que tem um currículo que fala por si. O conhecimento que adquiri deles foi inestimável.

Eu quero reiterar meu agradecimento à equipe de bastidores e apoio com quem trabalhei durante os anos. Os resultados no gramado eram um reflexo do trabalho duro fora dele. Eu não teria alcançado o sucesso que tive sem a dedicação, sacrifício e compromisso dessas pessoas em criar o melhor ambiente para o timer ser bem-sucedido.

Quero parabenizar José Mourinho por sua contratação como treinador do maior clube do mundo. Há poucos vencedores comprovados no mais alto nível, e José é inquestionavelmente um deles. Eu sei que os torcedores irão recebê-lo bem.

Meu agradecimento final vai para os torcedores. Eu não poderia começar a dizer a você o quanto sinto falta de aparecer no campo do Old Trafford na frente de vocês. É extremamente difícil dizer adeus depois de 29 anos. Eu amei cada minuto, tanto como treinador como assistente técnico. O suporte que vocês sempre me mostraram foi fenomenal. Obrigado.

É hora de um novo capítulo e um novo desafio. Estou animado quanto ao futuro. Tive a melhor aprendizagem sobre treinar que alguém poderia ter”.

» TÍTULOS CONQUISTADOS

» Premier League (13): 1992–93, 1993–94, 1995–96, 1996–97, 1998–99, 1999–2000, 2000–01, 2002–03, 2006–07, 2007–08, 2008–09, 2010–11, 2012–13
» FA Cup (4): 1993–94, 1995–96, 1998–99 e 2003–04
» Football League Cup (4): 1991–92, 2005–06, 2008–09 e 2009–10
» FA Community Shield (9): 1993, 1994, 1996, 1997, 2003, 2007, 2008, 2010 e 2013
» UEFA Champions League (2): 1998–99 e 2007–08
» UEFA Super Cup (1): 1991
» Intercontinental Cup (1): 1999
» FIFA Club World Cup (1): 2008

Comentários