Notícias

Uma semana atrás, quando David Moyes refletiu dizendo que pensava que iria para um clube que lhe desse tempo, seu sucessor Louis van Gaal alertou que a reconstrução do United não é um trabalho rápido.

O holandês enviou uma mensagem para os torcedores, bem como para os Glazer e para o vice-presidente executivo Ed Woodward, que sua revolução vai precisar que todas as partes acreditem nas estratégias que ele está tentando pôr em prática no Manchester United.

Na abertura da Premier League, a derrota de 2 a 1 para o Swansea City em Old Trafford, deixou os torcedores descontentes, perplexos, perguntando o que tinha mudado da desastrosa campanha da temporada passada.

Van Gaal afirmou:

“Duas semanas atrás, eu era o rei de Manchester e agora eu sou o diabo de Manchester! É o mundo do futebol! Eu já disse que em todas as coletivas de imprensa nos EUA, os primeiros três meses será difícil para os jogadores, e para os torcedores. Eu também já disse isso para Ed Woodward e para a família Glazer, que sempre é assim.”

Por Charles Cristiano
www.mufcbr.com

Comentários