Colunas

Habemus Sinistris ou traduzido do latim, temos um lateral esquerdo. Demorou muito mas o Manchester United voltou a ter uma lateral de verdade no seu lado esquerdo, mais precisamente depois de Patrice Evra deixar o clube passamos por vários nomes nessa posição e nenhum deles vingou e por isso era tão necessário ter uma contratação para esta posição.

Patrice Evra chegou ao Manchester United em 2006 e foi titular absoluto do time até meados de 2014 e quando deixou o time para jogar na Juventus o clube contratou o jovem inglês Luke Shaw que na época tinha feito uma boa temporada pelo Southampton aos 18 anos e vinha como uma grande contratação mas desde então passou primeiro por uma questão dos problemas de lesão, principalmente naquele fatídico jogo diante do PSV quando o mexicano Moreno em uma entrada violenta fez com que ele ficasse 8 meses sem jogar, depois vieram os problemas com a forma física, aparecendo ás vezes “gordinho”. Chegou a ser eleito o melhor jogador do clube em uma temporada, mas nunca foi unanimidade entre os torcedores e mídia, sendo muito falho principalmente no campo ofensivo.

Outros nomes também passaram pela lateral esquerda do clube, alguns deles improvisados como o holandês Daley Blind que chegou com o aval de Louis Van Gaal e teve até umas boas atuações mas depois foi movido para a defesa e abriu espaço para Marcos Rojo que viveu entre atuações contestáveis e lesões, também tivemos Matteo Darmian que era direito mas fazia a função do lado esquerdo também, só que com pouquíssima efetividade ofensiva. Na última temporada subiu o jovem Brandon Williams que até começou bem mas como muito cru ainda mostrou que não está preparado para assumir a posição.

Mas agora o Manchester United investiu 15 milhões de euros na contratação do brasileiro Alex Telles do Porto, e desde as primeiras informações de sua contratação já deixava a torcida empolgada muito por conta desse histórico recente numa posição tão carente, mas então veio sua tão aguardada estreia pelo clube e logo numa noite de Champions League, onde pudemos ver pela primeira vez o novo lateral com o uniforme do United, e observe a reação de alguns torcedores quando o perfil oficial do clube no Instagram perguntou sobre as primeiras impressões de Alex Telles.

Alex Telles jogou somente 67 minutos em sua primeira partida pelo clube e já deixou a torcida empolgada para o futuro na posição, é claro que parte disso vem pela deficiência que Luke Shaw tem por exemplo, em 6 anos e meio de clube foram apenas 11 assistências, e Alex Telles somente na temporada passada atuando pelo Porto completou 12 passes para gols de seus companheiros, portanto é normal haver essa empolgação inicial da torcida.

Mas alem dos números, precisamos falar de algo mais que Alex Telles pode acrescentar sendo titular na posição. Pelo fato de ser um lateral com boa chegada ofensiva ele já de cara vai abrir espaços e sem dúvidas será de grande ajuda o ponta esquerdo escalado, porque Telles pode tanto chegar a linha de fundo para fazer o cruzamento dando ao ponta a oportunidade de entrar na área, ou também pode construir o jogo por dentro, dando a oportunidade do ponta atacar pelo lado do campo no espaço que pode ser gerado por esta movimentação. Vamos falar também da qualidade do seu cruzamento, já foi visto na partida contra o PSG que sua técnica é muito eficiente colocando aquele famoso “arco” na bola para que vá de encontro a cabeça do nosso atacante, sem dúvidas a forma mais letal de se cruzar uma bola para a área, mas o melhor é que ele faz o cruzamento de cabeça erguida observando o posicionamento, não atoa contribui com tantas assistências.

Bom, estamos felizes por ter Alex Telles no elenco e agora sabemos que Ole Gunnar Solskjaer também está e só vai depender do nosso treinador em escalar e garantir sua titularidade, porque é notório que com a bola no pé o lateral brasileiro é absurdamente melhor que Luke Shaw, e poderá ser uma das peças fundamentais nesse time para que juntos de Solskjaer o United volte a lutar pelas grandes taças, essa é a nossa torcida.

Comentários