Competições

» O JOGO

Embalado após ter goleado o Newcastle no fim de semana, Manchester United visitou nesta terça-feira (14) a equipe do Young Boys para o primeiro confronto da fase de grupos da Champions League, a partida ocorreu no estádio Stade de Suisse, em Berna, na Suíça. O time mandante subiu ao ataque logo no início com Meschack Elia. O Atacante consegue passar pela marcação, avança e bate cruzado, passando pelo lado esquerdo do gol de De Gea, dando susto para a defesa dos Red Devils nesse começo de jogo. Com o apoio de sua torcida, o Young Boys se postava bem dentro de campo, fechando os espaços e sem deixar o United chegar com perigo em sua área.

Mesmo sem ameaçar, o Manchester United era quem ficava com a bola e tomava as ações ofensivas. Aos 13 minutos, Cristiano Ronaldo foi o predestinado a fazer o primeiro gol do United na Champions League. Bruno Fernandes recebe pela esquerda, em seguida ele dá um belo cruzamento de trivela para seu companheiro de seleção que estava dentro da área. Quase na linha de impedimento, o camisa 7 aparece nas costas do zagueiro e com apenas um toque manda a bola pro gol. Von Ballmoos tenta a defesa, mas não impede da bola entrar toda no gol, sendo assim, o português deixa o Manchester United à frente no duelo.

O Young Boys tenta fazer jus ao mando de campo, mesmo atrás do placar o time suíço imprime um ritmo ofensivo, leva perigo na marca dos 24 minutos com Farssnacht, que depois de boa jogada na entrada da área chuta forte e obriga De Gea a trabalhar, fazendo ótima defesa. No lance seguinte Manchester United puxa rápido o contra-ataque, Bruno Fernandes toca para Cristiano Ronaldo que estava mais à frente, ele dispara uma bomba no meio do goleiro que espalma para o lado. Aos 34 minutos, Wan-Bissaka divide com Martins Pereira, o lateral do United chega atrasado e acerta por cima o jogador adversário. O árbitro marca a falta e expulsa ele direto com o cartão vermelho. Com mais um em campo, Young Boys conseguiu se sobressair no restante da partida, mas os Red Devils conseguem segurar a pressão da equipe adversária.

» SEGUNDO TEMPO

Na volta para a segunda etapa, Ole Gunnar Solskjær reforça a defesa e substituí Van de Beek para a entrada de Varane, sendo assim a segunda alteração do Manchester United no jogo, já que Diogo Dialot entrou no lugar de Jadon Sancho, ainda no primeiro tempo, para apoiar no setor defensivo após a expulsão de Wan-Bissaka. Agora com três zagueiros, os Red Devils conseguem ter mais estabilidade, Cristiano Ronaldo ficava mais isolado na frente, em compensação, o meio-campo e a zaga ficavam mais encorpados. 

Ainda assim, Young Boys avançava cada vez mais perigoso. Com a vantagem numérica em campo, a equipe mandante começava a marcar a saída de bola  do Manchester United, buscando o erro do time visitante para aproveitar e atacar em velocidade. O United teve boa chegada desperdiçada por Cristiano Ronaldo no minuto 53. Pogba consegue sair da pressão adversária, aciona Bruno Fernandes que lança para seu conterrâneo em velocidade. Ronaldo ia ficando cara a cara com o goleiro, mas durante disputa com o marcador ele acaba desabando no chão. O camisa 7 fica pedindo pênalti, porém o árbitro nada marcou, nem com a análise do VAR.

Após muita pressão, o time suíço chega ao gol na marca dos 66 minutos. Meschack Elia recebe totalmente livre na direita, cruza para área, Hefti desvia no primeiro poste e a bola sobra com Ngamaleu que, com a ponta da chuteira, manda a bola no contra pé de De Gea, deixando tudo igual na partida. Depois do gol, Young Boys permaneceu martelando a equipe do Manchester United que ficava em seu campo, tentando de alguma maneira conter os avanços do adversário. Mas foi nos acréscimos, aos 95 minutos, que o Manchester United leva a virada na Suíça. Lingard erra toque ao tentar recuar a bola, Siebatcheu recupera ela e de cara com De Gea finaliza na saída do goleiro espanhol, marcando o gol da vitória monumental do Young Boys sobre o United.

Detalhes

Escalações

Young Boys: Von Ballmoos; Hefti (Sulejmani 83’), Camara, Lauper (Zesiger 92’), Garcia; Sierro (Siebatcheu 46’), Martins Pereira (Rieder 82’); Fassnacht, Aebischer, Ngamaleu; Meschack (Kanga 92’)

Manchester United: de Gea; Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw; Pogba, Fred (Mrtial 89’); van de Beek (Varane 46’), Bruno Fernandes (Matic 72’), Jadon Sancho (Dalot 37’); Cristiano Ronaldo (Lingard 72’)

Gols

Young Boys: Ngamaleu (66’) e Siebatcheu (95’)

Manchester United: Cristiano Ronaldo (13’)

Cartões Amarelos

Young Boys: Fassnacht (46’), Martins Pereira (52’)

Manchester United: Varane (64’)

Cartões Vermelhos

Manchester United: Wan-Bissaka (34’)

Comentários