Competições

» O JOGO

Após dois dias da derrota para o Leicester, os Red Devils tiveram pela frente nesta quinta-feira (13), o time do Liverpool para o clássico que foi adiada há duas semanas atrás, válido pela 34ª rodada da Premier League, em Old Trafford. Antes da bola rolar, torcedores novamente se manifestaram no entorno do estádio contra a família Glazer. Com a bola rolando, a equipe visitante foi quem teve a primeira boa investida ao ataque. Shaw tenta passe longo para Pogba mas é interceptado pelo adversário, em seguida Firmino recebe bola enfiada dentro da área, cruza e Bailly bloqueia, na sequência, os jogadores do Liverpool ficaram pedindo um toque de mão do zagueiro, no entanto o árbitro só marca o escanteio e o VAR confirma a decisão.

Os Red Devils passam a ter mais volume de jogo e tentam chegar ao campo adversário trocando passes rápidos, depois de um tempo a estratégia surtiu efeito. Rashford recebe lançamento do outro lado do campo, aciona Wan-Bissaka na área, ele tenta desequilibrar a marcação e consegue toque mais atrás para Bruno Fernandes, o português domina e já bota na frente, em seguida ele bate de trivela. A bola tinha endereço certo, Philips tenta cortar a mas só desvia a bola para dentro do gol, não conseguindo impedir o gol do United aos nove minutos. Depois de ter feito o gol, Manchester United diminuiu a intensidade e viu os comandados de Klopp começarem a chegar mais à sua área, contudo sem grande efetividade.

O duelo permaneceu equilibrado até que no minuto 25 o árbitro marcou pênalti de Bailly em cima Phillips após dividida pela bola, o VAR é acionado e depois de consultar o monitor, Anthony Taylor volta atrás de sua decisão, anulando a penalidade. O time Red consegue chegar ao empate na marca dos 34 minutos em jogada que começou no escanteio. Após a cobrança, Henderson afasta mas a bola permanece na área, a bola fica sendo disputada até que sobra nos pés de Philips, que chuta pro gol e no caminho Diogo Jota completa com um toque de letra para matar as chances defesa de Henderson, assim, empatando o jogo. O Liverpool aproveita a queda de rendimento do United no jogo e vai para o ataque, trazendo cada vez mais perigo em suas investidas, até que nos acréscimos Arnold bate falta pelo lado direito e a bola vai para o segundo pau, encontrando Firmino, nas costas de Pogba, que cabeceia bem em direção do gol, virando a partida para os visitantes.

» SEGUNDO TEMPO

Logo na volta para a segunda etapa o time do Liverpool ampliou o placar no clássico inglês. Fred erra feio na saída de bola e Arnold fica com ela, ele tenta cruzamento mas Lindelof corta, Shaw fica com a bola e tenta sair em velocidade, contudo é desarmado e a bola fica com Firmino, que aciona Arnold, novamente, pela direita. O lateral adversário bate forte pro gol e Henderson defende de manchete, Firmino, bem posicionado, pega o rebote e finaliza pro gol vazio, fazendo o terceiro e aumentando a vantagem dos visitantes em Old Trafford.

A equipe adversária desperdiça grande oportunidade aos 59 minutos, novamente em jogada originada de contra-ataque. Fred, de novo, erra lançamento na saída de bola e Arnold recupera a bola, aciona Salah que, em seguida, toca para Firmino que observa Diogo Jota livre pela esquerda, o brasileiro rola para o português dominar com liberdade para a finalização, ele chuta e a bola explode na trave de Henderson, salvando o que seria o quarto gol Red na partida. Vendo a dificuldade atacar, Ole Gunnar Solskjær faz a primeira alteração na equipe no minuto 63, e saca Fred para a entrada de Greenwood, reforçando o setor de ataque. Cinco minutos após a mudança, Shaw toca para Bruno Fernandes na intermediária e ele faz porta-luz para Rashford que, após tabela com Cavani, recebe a bola na entrada da área e bate cruzado, a bola bate na trave e entra no gol, diminuindo a desvantagem.

Poucos minutos depois do gol, Manchester United quase consegue empatar o jogo com Greenwood. A bola é cruzada para a área por Shaw, a defesa corta mas Cavani fica com ela, toca pro meio achando Bruno Fernandes, o meio divide com o adversário e a bola sobe pro lado, indo nos pés de Mason que, na saída de Alisson, finaliza pro gol, para o seu azar Philips salva em cima da linha, impedindo o gol que deixaria tudo igual na partida. Por fim, Liverpool chega ao quarto gol em nova jogada de contra-ataque. Matic é pressionado no campo de ataque e perde a bola, Jones fica com ela e bota Salah para correr, pegando a defesa do United desorganizada, o atacante percorre o campo até entra na área e bater no canto de Henderson, fazendo o quarto do time Red e fechando o caixão.

Detalhes

Escalações

Manchester United: Henderson, Wan-Bissaka, Lindelöf, Bailly (Matic 86’), Shaw, Fred (Greenwood 63’), McTominay, Pogba, Bruno Fernandes, Rashford e Cavani

Liverpool: Alisson; Trent, Phillips, Williams, Robertson; Fabinho, Thiago, Wijnaldum (Jones 74’); Salah (Williams 90’+2), Firmino e Jota (Mané 74’)

Gols

Manchester United: Bruno Fernandes (09’) e Rashford (68’)

Liverpool: Jota (34’), Firmino (45’+3), (47’) e Salah (89’)

Cartões Amarelos

Manchester United: Bailly (48’), McTominay (79’) e Cavani (85’)

Comentários