United finalmente transforma supremacia em gols, goleia Feyenoord em Old Trafford e encaminha a classificação para o mata-mata da Europa League.

Uma goleada em boa hora (Foto: Reuters)

Uma goleada em boa hora (Foto: Reuters)

Começando a rodada em terceiro lugar no Grupo A da Europa League e pressionado pela vitória do Fenerbache frente ao Zorya, em jogo que acabou minutos antes do jogo em Old Trafford começar, o United necessitava da vitória contra o Feyenoord para se manter vivo e passar para o mata-mata, caso não vencesse, amargaria uma eliminação precoce.

O primeiro tempo foi bastante morno. Um jogo bem truncado com muitos erros de passe e poucas finalizações para ambos os lados. Em um dos poucos lances perigosos, num rebote de escanteio, Carrick chutou da entrada da área e obrigou Jones a ter dificuldades para fazer a defesa. O Feyenoord não se assustou e também levou muito perigo. Romero fez duas grandes defesas para salvar o United nas finalizações de Karsdop e Kuyt, a segunda, sem dúvidas, fez inveja a De Gea, na única vez que foi acionado na partida.

Na reta final do primeiro tempo, o United pressionou e foi premiado. Após bela enfiada de bola de Zlatan Ibrahimovic, Wayne Rooney saiu frente a frente com Jones e com um toque do craque que é, apenas cavou e colocou os Red Devils a frente do placar. Com esse gol, o capitão se tornou o maior artilheiro do United em competições europeias com 39 gols.

O toque de craque de Wayne Rooney (Foto: ManUtd)

O toque de craque de Wayne Rooney (Foto: ManUtd)

Depois do intervalo, o segundo tempo foi um dejavu das partidas contea Stoke, Burnley e Arsenal. Domínio total do United, posse de bola, organização, grandes trocas de passes e chances de gol. Mata e Mkhitaryan foram os mais perigosos. O armênio se destacou bastante buscando o jogo, tentando fazer gols, e sendo o melhor jogador em campo.

Aos 25 minutos dos segundo tempo veio o prêmio pela pressão. Ibrahimovic rolou pra Rooney que, de novo, saiu frente a frente com Jones, mas dessa vez apenas tocou para o lado, e Juan Mata ampliou. 5 minutos depois do segundo gol, veio o terceiro. Zlatan recebeu na área, tentou o cruzamento rasteiro, a bola bateu no tornozelo do goleiro Jones e morreu no fundo das redes. Com 3 a 0 no placar, o United ainda levou perigo duas vezes com Lingard, que obrigou Jones a fazer duas belas defesas. Tanto tentou que conseguiu. Ao apagar das luzes, o garoto deu um belo chute colocado para fazer o quarto gol e dar números finais na partida. Uma sonora goleada em Old Trafford.

Um jogo perfeito. Foto (ManUtd)

Um jogo perfeito (Foto: ManUtd)

Com a vitória, os Red Devils estão em segundo lugar do Grupo A com 9 pontos, apenas atrás do Fenerbache, que tem 10. Na próxima e última rodada da fase de grupos da UEL, o Feyenoord, terceiro lugar com 7 pontos, pega o Fenerbache e o United viaja até a Ucrânia para enfrentar o Zorya, já eliminado, com 2 pontos.

O United volta à campo no próximo domingo, às 14h30, contra o West Ham, em Old Trafford, pela Premier League.

Comentários