Spain Soccer Champions League

Pré-Jogo

No primeiro jogo das oitavas de final da Champions League, Cristiano Ronaldo voltaria a encontrar o Manchester United, após deixar o time inglês em 2009. A partida realizada no Santiago Bernabéu teve ampla vantagem do Real Madrid, uma vez que o Manchester United buscou jogar nos erros do time espanhol, final de jogo 1×1 e a vaga será definida no próximo dia 5 de Março, no Old Trafford

O Jogo

A partida começou tensa, mas com o Real Madrid chegando, primeiro com chances de gol logo no primeiro minuto, após passe de Coentrão para Khedira o alemão girou e chutou cruzado sem perigo para De Gea. O united aos poucos buscava o ataque, mas sem sucesso. Dois minutos após o primeiro ataque, o Real chegou, novamente, com perigo ao gol do De Gea. Di María fez bela jogada individual e chutou, com perigo, de fora da área.

As primeiras investidas foram do time madrilenho, o United aparentava buscar jogar nos erros do Real Madrid, entretanto, os erros estavam sendo comentidos pelo time Red Devil, que por muito pouco não sofreu gol, após Cristiano Ronaldo driblar o brasileiro Rafael e cruzar, a bola foi afastada pela zaga e sobrou para Fábio Coentrão, que chutou cruzado, porém com um leve desvio do De Gea a bola bateu na trave e foi afastada pela zaga do United. A pressão do time espanhol era imensa em jogadas iniciadas pelo Cristiano Ronaldo, que procurava o cruzamento em sua grande maioria. Na primeira investida com perigo o Manchester United conseguiu abrir o placar aos 20 minutos, após cobrança de escanteio e cabeçada de Welbeck, a bola foi parar no fundo das redes do Diego Lopez.

Com o gol, a impressão é que o United iria passar a passar a pressionar, porém o que se viu foi um time que procurava criar suas jogadas no contra-ataque. O Real Madrid buscava criar suas jogadas pelo lado esquerdo de seu ataque. Nas poucas investidas pelo lado esquerdo cehgava com perigo com os chutes de fora da área, em umas das mais perigosas Di María, aos 22 minutos, chutou forte, mas De Gea mandou a bola para escanteio.

Aos 27 minutos, Carrick derrubou Cristiano Ronaldo na frente da área, o português foi para cobrança, porém a bola ficou na barreira e voltou para o gajo, que chutou forte de perna esquerda, passando com perigo do lado direito do De Gea. A cada investida, o Real Madrid “ganhava espaço em campo”, principalmente, pelo lado esquerdo, explorando os erros de marcação do Rafael. Depois de tanto insistir o time espanhol conseguiu igualar o placar, e esse empate veio pelo lado esquerdo, após cobrança de lateral, a bola ficou com Di María que cruzou para Cristiano Ronaldo subir muito alto e empatar a partida aos 30 minutos.

Por alguns minutos o gol serviu para mexer com o time red devil, que chegou com perigo após Van Persie, receber de Kagawa, e cruzar  para Welbeck, que se antecipou e chutou na saída do Diego lopez, que conseguiu desviar para escanteio. Sendo esse um dos poucos lances de perigo do United, ainda no primeiro tempo. O Real Madrid continuou insistindo com as jogadas pela esquerda até o fim do primeiro, enquanto o United insistia em criar suas jogadas a partir dos erros da equipe espanhola.

Segundo tempo de mais do mesmo

O reinício da partida terminou muito parecido com fim do primeiro tempo, com o Manchester United muito recuado e com o Real Madrid pressionando e arriscando os chutes da entrada da área. Em quatro minutos o time espanhol chutou 3 vezes com perigo, mas com De Gea fazendo boas defesas em todos os lances, aliás, o goleiro foi o destaque do time durante a partida, com defesas importantes em vários momentos.

Nas poucas vezes que atacou, o United parava na zaga madrilenha ou nos erros do arbitro Félix Brych, que deixou de marcar falta e punir o volante Varane, do Real Madrid, após Evra driblar e poder ficar cara a cara com Diego Lopez, o francês foi derrubado por seu compatriota e o juíz mandou o lateral, do United, levantar. Lance no qual Varane poderia ser expulso, já que era o último homem antes do goleiro.

De gea, como citado, fez defesas importantes e difíceis durante a partida, mas aos 60 minutos ele fez uma fantástica defesa, em lance que Khedira cruzou e a bola passou por todo mundo dentro da área e sobrar para Coentrão que se jogou e já comemorava o gol, mas De Gea foi mais rápido e defendeu com o pé. Com a entrade de Giggs no lugar de kagawa, a partida passou a ser mais equilibrada e com o United voltando a pressiona o time madrilenho.

Em uma das poucas chances de gols, van Persie quase que marcou por duas vezes. No primeiro lance ele recebeu de Rooney e chutou cruzado, mas parou na boa defesa do Diego Lopez. No lance seguinte, Di María tocou errado e Carrick ajeitou de cabeça para o meio da área, a zaga do Real Madrid tentou deixar Van Persie em posição de impedimento, mas acabou saindo errado, o holandês dominou no peito e girou para chutar, mas pegou na “orelha da bola”, mesmo assim conseguiu tirar do Diego Lopez, mas Xabi Alonso conseguiu salvar antes da linha do gol.

O Real Madrid chegou com perigo mais uma vez aos 78 minutos, logo depois da confusão dentro da área, a bola sobrou para o Khedira, que chutou de primeira, a bola bateu no chão e subiu, porém De Gea conseguiu, novamente, salvar os Red Devils.

Já perto do fim da partida, mais dois lances de perigo, um para cada time. O Real Madrid chegou com perigo na cobrança de falta de Cristiano Ronaldo, que passou com certo perigo a meta do De Gea. Pelo lado Red Devil, Anderson tocou para Phil Jones, que fez belo lançamento para De Gea, dominar no peito e chutar cruzado, Diego Lopez afastou para o escanteio. O arbitro Félix Brych, poderia ter deixado o United cobrar o escanteio, mas decidiu encerrar a partida, já que o acréscimo tinha acabado.

Detalhes da Partida

Escalações

Real Madrid: Diego López;Arbeloa, Ramos, Varane, Coentrao, Xabi Alonso (Pepe 84′), Khedira, Özil, Di María (Modric 75′), Cristiano Ronaldo e Benzema (Hinguaín 60′).

Manchester United: De Gea; Rafael, Evans, Ferdinand e Evra; Jones, Carrick e Kagawa (Giggs 64′), Welbeck (Valencia 73′), Rooney (Anderson 84′) e van Persie.

Gols
Welbeck (20′) – Manchester United
Cristiano Ronaldo (30′) – Real Madrid

Cartões Amarelo
van Persie (5′), Rafael (40′) e Valencia (88′) – Manchester United

Por Anderson dos Santos
www.mufcbr.com

Comentários