Competições

» O JOGO

A partida começou com a Roma trocando passes e por muito pouco não abriu o placar, quando Destro recebeu lançamento e, do lado direito da entrada da área, tentou encobrir Johnstone, que estava adiantado, mas para sorte dos reds devils a bola quicou e foi por cima do gol.

Mesmo com clima amistoso e com os times testando jogadores, a equipe italiana estava com mais vontade e foi a equipe que mais criou oportunidades, além de ter uma maior criação de jogadas que o United. A partir dos 20 minutos a partida se equilibrou, devido ao calor que foi responsável por uma parada técnica, aos 23 minutos.

Enquanto o United não conseguia criar jogadas a Roma trocava passes, que facilitavam a chegada até o ataque. Em uma dessas subidas ao ataque, Uçan assustou ao arriscar o chute da entrada da área, porém Johnstone defendeu tranquilamente, aos 34 minutos. Dois minutos após o ataque da Roma e quando tudo indicava que o primeiro tempo iria encerrar 0x0, eis que Rooney recebeu passe de costas para o gol, girou e chutou forte, de fora da área e eliminar qualque chance de Skorupski defender.

Juan Mata teve duas chances de aumentar o placar, na primeira tentou encobrir o goleiro da equipe italiana, que defendeu tranquilamente, porém na segunda oportunidade, Rooney lançou antes do meio de campo para o espanhol que entre dois zagueiro conseguiu encobrir Skorupski e aumentar o placar. Aos 45 minutos, Welbeck foi derrubado dentro da área e o arbitro marcou pênalti, que foi convertido por Rooney.

» SEGUNDO TEMPO

No intervalo, Van Gaal mudou quase todo time, as exceções foram Blackett e Cleverley, que estava com a braçadeira de capitão da equipe. Assim como no início da partida, quem começou pressionando foi a equipe italiana, que assustou quando Florenzi chutou da linha de fundo e acertou a trave, porém sem perigo, já que tentava o cruzamento.

Na segunda chance do camisa 24, da equipe italiana, ele recebeu cruzamento e chutou de primeira, em lance que assustou aos 54 minutos. Com 3 gols de desvantagem no placar, o técnico Rudi García realizou 5 substituições, aos 68 minutos, na tentativa de reagir. Oito minutos após entrar, Pjanic percebeu que Amos estava adiantado e chutou forte de antes do meio de campo e marcou um gol histórico.

Com as substituições, a Roma passou a ter mais posse de bola e dominar a partida. O brasileiro Leandro Castán, quase marcou mais um belo gol na partida, ao arriscar uma bicicleta e acertar a trave, aos 84 minutos. Em lance duvidoso, o arbitro marcou penalti para a equipe italiana, aos 87 minutos, quando a M. Keane tentou dominar a bola, na cobrança Totti diminui a desvantagem. Nos minutos finais, mesmo pressionado o Manchester United conseguiu segurar o placar e vencer por 3×2.

[divide style=”dots” icon=”square”]

DETALHES

Escalações

Manchester United: Johnstone (Amos 46), Jones (M. Keane 46), Evans (Smalling 46), Blackett, Valencia (Young 46), Cleverley (Chicharito 68′), Herrera (Kagawa 46), James (Shaw 46), Welbeck (W.Keane 46), Mata (Lingard 46), Rooney (Nani 46)

Roma: EM BREVE

Gols

Manchester United: Rooney (36′ e 46′) e Mata (39′)
Roma: Pjanic (75′) e Totti (89′)

Cartão amarelo

Roma: Calabresi (27′)

Por Anderson dos Santos
www.mufcbr.com

Comentários