575688_632398613453550_1158595258_n

Os líderes da Premier League anunciou um contrato de oito anos com a companhia Americana de seguros que verá seu centro de treinamento chamar de Aon Training Complex

O Manchester United anunciou que vendeu o nome do seu centro de treinamento em Carrington para o grupo AON em um contrato de oito anos no qual também patrocina os uniformes de treino.

O acordo com a companhia de seguros Americana, começa em Julho, que irá valer em torno de £15 milhões por temporada e irá permitir a AON divulgar o United em uma expansão global e também oferecer análise de dados e pesquisa.

A AON também é atualmente a patrocinadora máster do uniforme do clube, mas está pronta para ser substituída pela Chevrolet no começo da temporada de 2014/15 em um contrato de $559 milhões (£364 milhões).

O chefe-global de marketing da AON, Phil Clement disse para a BBC: “Quando nós começamos a primeira parceria as pessoas não conhecia nosso nome,” ele disse. “Mas de 2010 pra cá, metade das decisões de fabricantes de grandes companhias dizem que reconhecem nossa logo.”

“Nós ainda queremos conduzir nossa marca, mas nós já chegamos ao nosso objetivos. Agora queremos usar nossa parceria com o Manchester United para nos interagir melhor com nosso clientes.”

O United foi o primeiro time em vender os direitos de patrocínio do uniforme de treino quando vendeu dois anos atrás para a DHL – onde rendeu uma quantia de £40 milhões em Outubro de 2012, em vista com o acordo mais lucrativo do que em qualquer outro lugar. O contrato de oito anos com a AON irá valer em torno de £120 milhões.

Embora o United tenha vendido o nome do centro de treinamento, o clube não tem planos em vender o nome do seu estádio.

“Old Trafford não será vendido” disse o vice-presidente executivo do United, Ed Woodward.

Desde que o clube foi comprado pela família americana Glazer em 2005, o United tem rapidamente levantado dinheiro com patrocínios globais.

O United que está listado na Bolsa de Valores de Nova Iorque, recentemente anunciou um recorde de receita na temporada de até $537 milhões.

A solidez financeira tem sido correspondida dentro de campo, com o United perto de recuperar o título da Premier League do Manchester City, segurando 12 pontos de diferença na liderança sobre o rival local.

Devido a iminente expectativa de terminar a temporada passada de mãos vazias, os protestos contra a família Glazer foram inexistentes neste ano.

A revista Forbes disse em Janeiro que o valor do United, subtraindo os valores em débitos, aumentou-se para $3.3 bilhões, o valor mais alto entre qualquer clube esportivo no mundo.

Por Tiago Alexandre
www.mufcbr.com

Comentários