Competições

» O JOGO

Após vencer e eliminar o Liverpool na FA Cup, o Manchester United recebeu no Old Trafford, o Sheffield United pela 20º rodada da Premier League. Sem perder há 13 rodadas, a equipe red devil precisava da vitória para se manter na liderança da competição. O United foi para campo com o Tuanzebe como a única grande mudança, enquanto que os blades contavam com uma equipe bastante modificada, graças a lesões e suspensões. Apesar de ter uma equipe mais forte, o United só conseguiu oferecer perigo aos 10 minutos, quando Rashford iniciou a jogada pela esquerda, deu passe para direita que terminou no cruzamento rasteiro do Wan-Bissaka para o camisa 10 do United, que chutou de primeira, mas a bola apenas passou próximo a trave.

Os visitantes tinham pouca posse de bola, mas criaram uma boa oportunidade para marcar aos 16 minutos, quando Sharp recebeu em profundidade e da entrada da área chutou cruzado, mas que parou no pé esquerdo do De Gea, em caso de gol, provavelmente seria anulado pelo VAR, graças a posição adiantada do camisa 10 dos blades. O United respondeu no mesmo minuto, Greenwood também recebeu passe longo, conseguiu se livrar do goleiro, mas com muita marcação, ficou sem ângulo para finalizar. Os comandados do Solskjaer não finalizavam e viram os visitantes abrirem o placar aos 22 minutos, após cobrança de escanteio, Kean Bryan subiu livre na pequena área para desviar e colocar a equipe visitante em vantagem no placar.

O United tinha muita posse de bola e trocava muitos passes na defesa, mas ou não conseguia finalizar ou a finalização não oferecia perigo, como aos 26 minutos, quando Greenwood arriscou de fora da área, mas o chute no meio do gol facilitou a defesa do Ramsdale. O Sheffield United mesmo com pouca posse de bola, não era pressionado pelo Manchester United, que procurou pressionar nos minutos finais, contudo não conseguia acertar os últimos passes ou não conseguia finalizar, graças a ótima marcação da equipe adversária, que não dava espaços e contava com uma marcação muito forte próximo a área, para assim terminar os primeiros 45 minutos com vantagem no placar.

» SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa não estava diferente, o United errava muitos passes, não conseguia dominar e consequentemente não oferecia perigo, uma vez que não finalizava. O Sheffield United marcava bem, não sofria pressão e ainda conseguia oferecer perigo, como aos 55 minutos, quando o McGoldrick arriscou o chute de trivela pela direita, que passou por cima do gol. Os comandados do Solskjaer seguiam com muitos problemas no setor de criação e contou com as bolas paradas para tentar o empate, as cobranças de falta não chegaram nem perto de oferecer perigo, mas o empate aconteceu quando Maguire aproveitou a cobrança de escanteio para, sem marcação, cabecear livre no centro da área para tirar qualquer chance de defesa do Ramsdale, aos 63 minutos.

Com o empate e a entrada do Cavani, era de se esperar que o United poderia ser mais ativo ofensivamente, mas a forte marcação dos blades dificultava a vida do United, que ficou ainda mais complicada quando os visitantes chegaram ao segundo gol aos 73 minutos, a defesa red devil não afastou a bola e assistiu uma boa troca de passes dentro da área e com o Burke tendo duas oportunidades para finalizar, na primeira oportunidade a bola foi bloqueada, na segunda a bola desviou no Tuanzebe, tirou o De Gea do lance, bateu no travessão e parou no fundo do gol.

O resultado não ajudava e o United partiu para o tudo ou nada, finalizou com perigo aos 76 minutos, com Alex Telles arriscando de fora da área, a bola desviou no marcador e passou próximo ao travessão. A equipe rede devil pressionou muito nos minutos finais, cercou muito a área, mas esqueceu de finalizar e não dava velocidade para as jogadas ofensivas e foi fazendo o jogo que o adversário esperava, que não sofria risco de sofrer o empate e poderia ter a oportunidade de ampliar nas jogadas de contra-ataque, mas seguiram com a proposta de jogo e saíram com a vitória.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Tuanzebe (van de Beek 81′), Maguire, Telles (Shaw 81′); Pogba, Matic; Greenwood (Cavani 65′), Martial, Bruno Fernandes e Rashford

Sheffield United: Ramsdale, Basham, Jagielka, Ampadu; Baldock, Lundstram, Norwood, Fleck, Bryan (Bagle 52′); McGoldrick (Brewster 79′) e Sharp (Burke 69′)

Gols

Manchester United: Maguire (63′)

Sheffield United: Bryan (22′) e Burke (73′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Tuanzebe (46′)

Sheffield United: Lundstram (39′)

Comentários