Competições

» O JOGO

Após duas partidas sem vencer, derrota para o Sheffield United e empate para o Arsenal, o Manchester United recebeu o Southampton pela 22º rodada da Premier League. Com vários desfalques, graça as vários jogadores lesionados, o Southampton iniciou a partida com uma equipe bastante mudada e logo no primeiro minuto ficou com um jogador a menos, em lance totalmente desnecessário, Jankewitz deu uma violenta entrada no McTominay e foi expulso. O lance deixou a vida dos visitantes ainda mais difícil, que com um jogador a menos não conseguia segurar marcar e sofria muita pressão por parte do adversário, que por sua vez mantinha muita posse de bola e cercava muito a área, mas não conseguia finalizar.

O primeiro lance de perigo só aconteceu aos 15 minutos, quando Rashford recebeu passe na esquerda e chutou de fora da área, que contou com o desvio na zaga para facilitar a defesa do McCarthy. Os Saints responderam no minuto seguinte com Ward-Prowse, recebendo passe na intermediária para chutar sem perigo para o De Gea. A partida começou a ter mais lances de finalizações e o United aproveitou para abrir o placar aos 17 minutos, quando Rashford recebeu na esquerda e deixou para o Shaw cruzar na segunda trave para chegada do Wan-Bissaka, chutar de primeira para marcar. Cada vez mais encontrando espaços, o United ampliou o placar aos 24 minutos, em nova jogada pela esquerda, Greenwood recebeu passe do Shaw e encontrou Rashford livre no centro da área para desviar e aumentar a vantagem no placar.

Apesar de perdido em campo, os visitantes chegaram a oferecer perigo em cobrança de falta frontal, aos 27 minutos, Ward-Prowse cobrou muito bem, porém parou na defesa do De Gea. Os red devils aproveitando as facilidades oferecidas pelo adversário, seguiu pressionando e oferecendo perigo, como aos 30 minutos, quando Bruno Fernandes arriscou de fora da área, mas o McCarthy afastou o perigo. Com muita facilidade, os comandados do Solskjaer chegaram ao terceiro gol aos 33 minutos, Rashford aproveitou a bola afastada pela zaga e cruzou pela direita, Bednarek tentou cortar, contudo mandou para o próprio gol. Os saints não conseguiam fazer nada além de torcer para o primeiro tempo acabar, contudo ainda sofreram o quarto gol aos 39 minutos, quando Fred deu passe para Shaw na esquerda, cruzar para o Cavani, desviar de cabeça tirando qualquer chance de defesa do McCarthy.

» SEGUNDO TEMPO

Com um boa vantagem construída na primeira etapa, Solskjaer realizou duas mudanças durante o intervalo, Shaw e Cavani deram lugar para van de Beek e Martial, respectivamente. Já sem a mesma intensidade a primeira etapa, o United controlava mais a partida, trocava mais passes, porém com menos pressão ofensiva, apesar de manter a bola próximo a área adversária. O primeiro lance da segunda etapa aconteceu aos 50 minutos, quando Martial tabelou dentro da área com o Bruno Fernandes, mas teve o chute bloqueado pelo Stephens. O Southampton chegou a diminuir com Adams aos 52 minutos, após cobrança de falta ensaiada, mas o VAR analisou o lance e o impedimento foi marcado. Com paciência o United trocava passes e voltou a finalizar aos 55 minutos, quando Fred deu passe para Bruno Fernandes chutar de fora da área e parar no McCarthy.

O placar definido, Daniel James entrou no lugar do Rashford, a alteração fez com que o time red devil criasse mais jogadas pelo lado esquerdo de ataque, agora com muita velocidade do jogador galês. Contudo, o quinto gol do United aconteceu aos 68 minutos e pelo lado direito, com o Martial recebendo bola elevada do Bruno Fernandes, vencendo a disputa com o zagueiro e chutando forte para tirar do McCarthy. Cada vez mais abatido, o Southampton não conseguia nem ofercer dificuldade nas investidas adversário que chegou ao sexto gol aos 70 minutos, Greenwood fez a jogada dentro da área, a bola foi cortada pela defesa e sobrou na frente da área, para o McTominay chutar forte para acertar o canto inferior esquerdo do McCarthy.

Mesmo com toda desvantagem, os saints tiveram a chance de diminuir quando Redmond deu belo passe para o Adams, receber livre dentro da área e chutou de primeira, mas mandou para longe do gol. O United poderia ter marcado aos 73 minutos, Martial recebeu em profundidade e de cavadinha tirou do McCarthy, porém a bola apenas passou próximo a trave. Martial recebeu a bola dentro da área e em disputa com Bednarek foi ao chão aos 82 minutos, o árbitro marcou o pênalti e foi chamado pelo VAR para analisar o lance, o pênalti foi marcado e o defensor foi expulso. Na cobrança aos 87 minutos, Bruno Fernandes converteu aumentando ainda mais a goleada aplicada pela equipe red devil. O oitavo gol aconteceu dois minutos depois, Wan-Bissaka cruzou, a bola sobrou para o Martial que dominou e chutou forte para aumentar o placar. No penúltimo minuto, o United marcou o nono e histórico gol, Bruno Fernandes recebeu dentro da área, desviou de cabeça para James tirar do McCarthy.

Detalhes

Escalações

Manchester United: De Gea, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw (van de Beek 45′); McTominay, Fred; Rashford (Daniel James 59′), Greewood, Bruno Fernandes e Cavani (Martial 45′)

Southampton: McCarthy, Ramsay, Bednarek, Stephens, Bertrand; Ward-Prowse, Jankewitz, Djenepo (Tchaptchet 77′), Armstrong; Adams e Ings (Redmond 69′)

Gols

Manchester United: Wan-Bissaka (17′), Rashford (24′), Bednarek (33′), Cavani (39′), Martial (68′ e 89′), McTominay (70′), Bruno Fernandes (87′) e Daniel James (92′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Maguire (51′) e van de Beek (52′)

Southampton: Ramsay (41′), Stephens (43′) e Armstrong (88′)

Cartão Vemelho

Southampton: Jankewitz (1′) e Bednarek (85′)

Comentários