Competições

» O JOGO

Um derby de Manchester que decidiria quem avancaria para final da Copa da Liga, que diferente do clássico pela Premier League começou muito intenso, o United chegou abrir o placar no primeiro minuto, mas o Rashford recebeu em posição de impedimento, em lance corretamente anulado pela arbitragem. O City também chegou a marcar aos 4 minutos, contudo Gundogan recebeu em posição de impedimento, em lance de novo acerto da arbitragem. A partida seguiu com muita movimentação e as equipes buscando abrir o placar, o United ficou próximo de marcar quando o adversário errou na saída da bola e McTominay rolou para o Bruno Fernandes chutar colocado de fora da área, mas parando na boa defesa do Steffen.

O City respondeu aos 12 minutos, quando De Bruyne arriscou da entrada da área e acertou a trave direita do Henderson. O ritmo da partida deu uma caída, com a equipe red devil com um pouco mais de dificuldade para sair jogando e vendo o adversário com mais posse de bola e pressionando bastante. O placar até chegou a ser aberto, quando o Foden recebeu passe em profundidade pela esquerda e avançou com velocidade para finalizar dentro da área, entretanto o passe recebido foi em posição irregular corretamente marcado pela arbitragem.

Apesar da pressão sofrida, a equipe red devil aos poucos foi encontrando espaços, principalmente nas jogadas pela ponta direita com Rashford, que oferecia perigo, outra maneira encontrada foi tentar o passe em profundidade, contudo os impedimentos tomaram conta da primeira etapa. Os visitantes arriscavam muito nas jogadas em velocidade pelas pontas, chegando com intensidade no ataque, mas sem conseguir finalizar ou tendo a bola roubada ou interceptada dentro da área. Mesmo com as tentativas de ambas equipes, a primeira etapa encerrou sem gols.

» SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa iniciou movimentada como no início da partida, a diferença é que os visitantes buscavam mais o ataque, que abriram o placar aos 49 minutos, após cobrança de falta para dentro da área, a bola passou por muita gente e sobrou para Stones, que tentou o domínio, mas desviou para o gol. Aproveitando o melhor momento na partida, o City voltou a oferecer perigo aos 52 minutos, quando Cancelo chutou forte de fora da área muito próximo ao travessão. Os red devils não possuiam velocidade para jogar pelas laterais, enquanto que pelo meio não conseguia furar o bloqueio adverário.

Os citizens seguiam pressionando e ofereceram perigo aos 61 minutos, quando Mahrez avançou com a bola pelo meio e chutou da entrada da área, mas o Henderson fez grande defesa. Pressionado e com o meio travado, o United não conseguia criar e quando conseguiu uma oportunidade, finalizou de longe com Bruno Fernandes, mas o chute saiu fraco e fácil para defesa do Steffen, aos 64 minutos. Os comandados do Solksjaer aos poucos foram avançando, mas com poucos espaços não conseguiam finalizar, quando conseguiam a finalização passava muito longe do gol, como na finalização do Bruno Fernandes dentro da área, após receber passe do Pogba, que passou muito longe do gol aos 71 minutos.

Quando o United apresentava sinais de que poderia oferecer mais perigo, o City marcou o segundo gol aos 82 minutos, após cobrança de escanteio, a bola foi afastada e sobrou com Fernandinho, chutar de primeira e acertar o canto direito do Henderson. Com pouco tempo e sem sinais de reação, restou ao United terminar a partida sem sofrer gol e a focar na Premier League, diante da eliminação na semifinal da Copa da Liga Inglesa.

Detalhes

Escalações

Manchester United: Henderson, Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire, Shaw; McTominay (Greenwood 74′), Fred (Van de Beek 87′), Pogba; Bruno Fernandes e Cavani

Manchester City: Steffen, Cancelo, Stones, Dias, Zinchenko; Fernandinho, Gündogan; Mahrez (Rodri 78′), Foden, De Bruyne e Sterling

Gols

Manchester City: Stones (49′), Fernandinho (82′)

Cartões Amarelos

Manchester United: Fred (68′), Shaw (90′)

Manchester City: Fernadinho (47′), Cancelo (77′)

Comentários