Manchester United players remonstrate with the referee

No milésimo jogo do Ryan Giggs, United e Real Madrid decidiam a vaga para as quartas-de-final da Liga dos Campeões da Europa. Clima de festa e decisão que foi ofuscado pelo erro grotesco do árbitro turco Cüneyt Çakir ao expulsar o Nani da partida, quando o time vencia por 1-0. Na sequência, o Real Madrid soube se aproveitar da situação e virou o jogo para 2-1.

O Jogo

O início do jogo foi truncado e semelhante ao duelo na capital espanhola. 19 minutos foram necessários para uma ameaça de pressão no Old Trafford. Em jogada individual, Giggs chamou Fábio Coentrão por todo flanco direito pra conseguir o escanteio. Na cobrança executada pelo galês, Vidic acertou a trave e fez a torcida incendiar o Teatro dos Sonhos. Aos 33, van Persie recebeu o lançamento e chutou cruzado para defesa de Diego López. No rebote, Welbeck não aproveitou. No fim do primeiro tempo, Di María deu lugar ao Kaká, sendo substituído por lesão.

Segundo Tempo

Na volta para o segundo tempo, os Red Devils voltaram acesos e com 2 minutos, abriram o placar. Depois de um bate-rebate, Nani se livrou de Varane e tocou para o meio da área. Welbeck tentou, mas Sergio Ramos mandou para o fundo da rede, causando euforia total. O sinal de alívio se transformou em desespero. Nani disputou uma bola com Arbeloa, e o árbitro entendeu que o português deu uma “voadora” intencional no espanhol, e o expulsou em seguida. Revolta dos torcedores, jogadores e principalmente do Sir Alex Ferguson. Era o primeiro cartão vermelho na temporada mancuniana.

Com Arbeloa já amarelado e a necessidade de virar, Mourinho sacou o lateral espanhol e colocou Modric no jogo. O United ficou encurralado e quase sofreu o gol aos 15 minutos, em cobrança de escanteio, porém Rafael salvou. Minutos depois, o United respondeu com o van Persie chutando de fora da área, para defesa de Diego López. Mas aos 21 minutos, o Real conseguiu transformar seu domínio em gol, em um chute inalcançável de fora da área do Modric.

Abatido com o gol de empate, a virada veio na sequência dos pés de um dos nossos maiores ídolos. Jogada de Higuaín pela direita, cruzando por toda a zaga do time e chegando limpa para o Cristiano Ronaldo decidir mais uma vez. Cleverley, Welbeck e Rafael, deram entrada para Rooney, Young e Valencia, respectivamente. O United ainda lutou para empatar a partida, mas esbarrou no Diego López. O Real Madrid ainda ofereceu perigo com contra-ataques seguidos por Kaká e Cristiano, mas nenhuma conclusão efetiva. Fim de papo, derrota do Manchester em mais um jogo com caráter festivo e outra eliminação contra o Real Madrid.

Time se prepara agora para enfrentar o Chelsea pelas Quartas-de-Final da FA Cup, jogo que será realizado no domingo, novamente no Old Trafford. Saímos da Liga dos Campeões, mas ainda temos chance de conseguir o Double nesta temporada. Chance de voltar a dar mais alegria e orgulho aos seus torcedores.

Detalhes da Partida

Escalações

Manchester United: De Gea; Rafael (Valencia 87′), Vidic, Ferdinand e Evra; Carrick, Cleverley (Rooney 73′), Giggs, Welbeck (Ashley Young 81′) e Nani; Van Persie.

Real Madrid: Diego López; Arbeloa (Modric 59′), Varane, Sergio Ramos e Fábio Coentrão; Khedira, Xabi Alonso, Di María (Kaká 45′), Ozil (Pepe 71′) e Cristiano Ronaldo; Higuaín.

Gols
Sérgio Ramos (Contra 48′) – Manchester United
Modric (66′) e Cristiano Ronaldo (69′) – Real Madrid

Cartões Amarelo
Evra (18′) e Carrick (72′) – Manchester United
Arbeloa (38′), Kaká (73′) e Pepe (88′) – Real Madrid

Cartão Vermelho
Nani (56′) – Manchester United

Por Jardel Messias
www.mufcbr.com

Comentários